Design thinking: saiba como aplicar em seu negócio!

6 minutos para ler

Inovação, criatividade e engajamento são palavras de ordem no design thinking. Essa forma de pensar o negócio permite criar uma dinâmica colaborativa, envolvente e focada em resultados. Ela engloba pensamento crítico, trabalho em equipe e abertura a novas propostas. A ideia é desenvolver ações que promovam a satisfação do cliente e potencializam os resultados na empresa.

Preparamos este conteúdo especial com informações sobre o design thinking e as possibilidades que ele traz para a organização. Ficou interessado? Continue acompanhando e entenda mais sobre o tema!

O que é o design thinking?

O design thinking não é um método engessado. Ele é uma mentalidade, uma abordagem para o fluxo de trabalho e o pensamento criativo. Sem fórmulas prontas para implementação, ele permite a organização de ideias que incentivem a busca por conhecimento e a tomada de decisões de forma precisa.

Essa abordagem procura reunir perspectivas distintas, criando processos cooperativos. O objetivo é potencializar a formação de insights e promover a aplicação prática dessas ideias.

O design thinking é originário da área de design e passou por adaptação ao contexto empresarial. Ele foi idealizado em 1987 por Peter Rowe, professor de Arquitetura e Desenho da Universidade de Harvard. A popularização do termo aconteceu devido ao trabalho de David Kelley, professor da Universidade de Stanford e fundador da consultoria de design IDEO, e também de Tim Brown, CEO da mesma empresa.

Como o design thinking funciona?

O design thinking conta com fases para ser trabalhado com sucesso. Veja quais são elas na sequência!

Imersão

A imersão é a tomada de conhecimento de fatores que influenciam a empresa. Isso exige um verdadeiro trabalho de pesquisa e análise. A proposta é conhecer o contexto da corporação, investigando elementos que geram influência sobre as suas atividades. Uma boa alternativa é fazer uma pesquisa com os clientes e coletar feedback

Essa proposta está associada diretamente ao princípio fundamental do design thinking de envolver o público para criar uma proposta realmente satisfatória. Outra medida viável é realizar a análise SWOT na identificação de forças, fraquezas, oportunidades e ameaças, envolvendo as variáveis externas e internas que afetam a empresa.

Ideação

Com as informações obtidas na etapa anterior, você tem o cenário do negócio estabelecido e consegue identificar as potencialidades e as questões a serem melhoradas. A partir disso, é possível trabalhar na produção de ideias para solucionar as lacunas encontradas. A proposta é realizar esse processo criativo em equipe. Uma boa medida é utilizar Big Data para manejar as informações. Ao reunir as equipes, faça brainstorming com elas. Essa técnica trabalha a sugestão de ideias de forma livre e volumosa, seguida de uma lapidação das alternativas apresentadas, o que é realmente efetivo para o desenvolvimento de propostas criativas.

Prototipação

Após o brainstorming, é necessário filtrar as ideias encontradas, selecionando aquelas que mais têm chance de sucesso. Crie protótipos dessas propostas, para verificar a viabilidade e fazer testes com eles. Caso sua empresa trabalhe com serviços, é possível fazer protótipos de maior abstração, como gráficos que simulam determinadas situações.

Desenvolvimento

O desenvolvimento é a etapa para colocar a ideia escolhida na prática, sendo fundamental também a participação dos setores de publicidade e comunicação da empresa. É importante realizar um monitoramento dos processos, de modo a identificar quais foram os resultados positivos das ações e o que é necessário ser modificado.

Quais são as vantagens do design thinking?

O design thinking oferece uma série de elementos positivos. Ele tem baixo custo de implementação e gera grande vantagem competitiva. Essa mentalidade se torna um verdadeiro diferencial da equipe, promovendo integração, senso de empatia e cooperação entre os colaboradores.

Além disso, o design thinking agrega profissionais de todas as áreas da companhia. Isso gera um grande sentimento de valorização, o que cria condições para maximizar a motivação, a dedicação e o engajamento. O resultado desse processo é a melhora da produtividade, do clima organizacional e da eficiência para encontrar as respostas mais satisfatórias para o negócio. A qualidade do trabalho também é potencializada, o que contribui para a excelência nos resultados.

Como aplicar o design thinking em seu negócio?

Implementar o design thinking no negócio exige que essa mentalidade caiba na cultura organizacional da empresa. Algumas características como valorização da criatividade, flexibilidade, engajamento e estímulo ao trabalho em equipe são essenciais para uma implantação de sucesso.

Outro ingrediente importante é um ambiente confortável e estimulante. Isso é associado diretamente à produtividade dos colaboradores. Locais desconfortáveis e desmotivadores inibem a criatividade e dificultam a circulação de ideias relevantes.

É importante selecionar uma estratégia de coleta e análise de dados. As decisões no design thinking são todas tomadas a partir de informações sólidas e estatísticas. O achismo não cabe nessa forma de pensar e estruturar o fluxo de trabalho.

Como a Incodde pode ajudar o seu negócio?

O design thinking é uma mentalidade que traz uma série de modificações positivas para o negócio, aumentando o dinamismo e potencializando o processo criativo. Na Incodde, nós utilizamos essa forma de estruturar o fluxo de trabalho como direcionamento de nossas atividades.

Desenvolvemos softwares sob demanda com o propósito de proporcionar soluções inovadoras e maximizar a vantagem competitiva de nossos clientes. Buscamos também oferecer apoio na jornada digital para o nosso público, por meio de serviços e soluções em tecnologia. Oferecemos, juntamente, consultoria em planejamento estratégico com foco no desenvolvimento do seu negócio, incluindo metas, indicadores e planos de ação. Auxiliamos na tomada de decisões mais consciente e no desenvolvimento de uma gestão integrada.

O design thinking oferece uma série de benefícios. Ele permite criar uma dinâmica de trabalho que envolve criatividade, empatia e cooperatividade. Essa mentalidade promove maior motivação para os colaboradores e desenvolvimento de um ambiente produtivo e inovador.

Ao implementar essa proposta em seu negócio, lembre-se de que é fundamental que a cultura organizacional seja adaptada à mentalidade do design thinking. Isso envolve modificar hábitos, gerar um trabalho colaborativo e estimular a tomada de decisões com base em dados e estatísticas.

E então? Gostou de aprender sobre o design thinking? Aproveite e siga a gente nas redes sociais para ter acesso a muito mais informações! Estamos no Facebook e LinkedIn!

Você também pode gostar

4 thoughts on “Design thinking: saiba como aplicar em seu negócio!

Deixe um comentário